13 MARÇO - 2020 Cuidados necessários depois da cirurgia plástica no verão

É possível fazer cirurgia plástica no verão com resultados bem-sucedidos, sendo necessários apenas alguns cuidados adicionais em relação à exposição ao sol e ao calor.

Há sempre um receio sobre a influência das altas temperaturas, um possível aumento do inchaço, maior desconforto e até sobre a necessidade de repouso. Então, veja a seguir quais são os cuidados necessários para garantir uma boa recuperação:

A fim de minimizar o inchaço excessivo, existem alternativas como o uso de coletes feitos de tecidos antitranspirantes e a drenagem linfática, recurso que reduz hematomas e alivia o desconforto.

É fundamental não se expor diretamente ao sol durante os 30 primeiros dias, pois as cicatrizes podem escurecer e as manchas roxas podem adquirir um aspecto de tatuagem com a ação do sol. O ideal é se proteger por, pelo menos, 90 dias, com protetor solar e roupas adequadas, até que todos os hematomas desapareçam. O uso de filtro solar com FPS 60 em regiões operadas é altamente recomendável, além do uso de bonés e chapéus, no caso de cirurgias na face. O uso de clareadores leves à base de vitamina C também é uma boa opção.

Em cirurgias maiores, principalmente nas que envolvem lipoaspiração, é importante prevenir a desidratação. Para tanto, é preciso ingerir mais de três litros de água por dia nos primeiros dias, evitando a hipotensão, que pode ser potencializada pelo calor.

Além disso, apesar das altas temperaturas, é de extrema importância o uso da cinta, nos casos em que o procedimento exigir, a fim de evitar inchaço excessivo e fibrose. No primeiro mês, o uso deve ser contínuo. Somente durante o banho e a fisioterapia ela não precisa ser utilizada. Depois disso, cada caso é avaliado individualmente.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Regional Santa Catarina